Blog
ASTM

O que é ASTM?

Para garantir que um tubo de aço esteja dentro de parâmetros aceitáveis e recomendáveis de qualidade, é importante respeitar um conjunto de normas técnicas. Essas normas incidem sobre peculiaridades como dimensões, espessuras, peso, tolerância e outros dados, e cada país pode ter a sua, que deve seguir alguns padrões globais. Entre esses padrões globais, podemos citar aqueles publicados pela ASTM.

Mas o que é, de fato, a ASTM? Confira a seguir.

O que quer dizer a sigla ASTM?

A sigla ASTM significa American Society for Testing and Materials, ou, em tradução literal; Sociedade Americana de Testagem e Materiais.

Trata-se de um órgão estadunidense criado no final do século XIX, que já passou a ser global há muito tempo e hoje em dia é chamado ASTM International.

A ASTM desenvolve e publica normas de uma ampla gama de produtos, serviços, sistemas e materiais nos mais variados segmentos. Entre eles, os tubos de aço.

Qual é a importância da ASTM?

A ASTM funciona como a ABNT, aqui no Brasil, por exemplo. O órgão tem uma relevância global por ser considerado o maior gestor de normas no planeta, o que reflete em todos os países.

Com milhares de membros e mais de 12.000 normas publicadas, a ASTM é respeitada mundialmente e suas definições são reconhecidas de forma geral, o que facilita processos produtivos e padroniza produtos, gerando mais segurança aos consumidores.

Além disso, ela também cria uma base para que estudantes e pesquisadores desenvolverem seus conhecimentos técnicos em diversos segmentos, além de propiciar uma alta compatibilidade entre fornecedores e consumidores, operações eguras no comércio exterior e no mercado internacional, entre outros benefícios.

Quais os tipos de normas ASTM?

Existem diversas normas publicadas pela ASTM, que variam de segmento a segmento. Elas são compostas por siglas e conjuntos numéricos, e as siglas estão relacionadas ao tipo de produto analisado. Por exemplo, normas iniciadas com a sigla A referem-se a materiais de aço ou ferro; as iniciadas com a letra B referem-se a materiais não ferrosos, as com a letra C referem-se a materiais cerâmicos e de alvenaria, etc.

No caso do segmento de tubos de aço, a ASTM dispõe de normas globalmente reconhecidas, que aqui no Brasil, possuem equivalência direta com as normas nacionais. Os tipos de normas mais relevantes da ASTM no segmento de tubos de aço são:

ASTM  A500

Equivalente à NBR 8261, a norma incide sobre tubos de aço carbono circulares, quadrados ou retangulares, fabricados a frio e com ou sem costura, para uso em estruturas soldadas, rebitadas e parafusadas.

ASTM A106

Equivalente à NBR 6321, incide sobre tubos de aço carbono circulares, com ou sem costura, pretos ou galvanizados a fogo, para fins de condução de fluidos até 470 ºC

ASTM A53

Uma atualização da norma A120, ela equivale à NBR 5590 e incide sobre tubos circulares, com ou sem costura, pretos e galvanizados para condução de fluídos

ASTM A178

Uma norma específica para tubos de aço carbono utilizados para condução de gases, sobretudo em maquinário como caldeiras, geradores de vapor, condensadores, entre outros.

ASTM A214

Uma norma especial para tubos de aço carbono circulares, sempre com costura, utilizados para transferência de calor em trocadores, condensadores, caldeiras, etc.

O que é ASTM A36?

Talvez uma das normas mais comumente utilizadas no mercado e mais relevantes para uma ampla variedade de segmentos, a ASTM A36 é também uma das que mais suscita dúvidas entre os profissionais.

Trata-se de uma norma que incide sobre os tubos de aço carbono para fins estruturais em aplicações simples.

A norma em si determina a densidade do tubo, que deve ser de 7,800 kg/m3, e a proporção de sua liga metálica, que deve ser composta por 0,26 de Carbono, 0,40 de Silício, 0,04 de Fósforo, 0,05 de Enxofre e 0,20 de Cobre; entre outras determinações de suas propriedades mecânicas como limite de escoamento, de resistência, de alongamento, etc.

Qual a dureza do aço ASTM A36?

Dentro da norma A36 não há um requisito específico sobre a dureza desse tipo de aço, mas ela costuma variar entre 130 e 150 HB no mercado.

Para que serve o aço A36?

Ele é utilizado em aplicações estruturais extremamente variadas, sendo comum em estruturas metálicas em geral, alambrados, serralheria, passarelas, máquinas agrícolas e implementos rodoviários e ferroviários, cantoneiras, barras redondas, chatas e quadradas, perfis I, U e T, entre outros.

Se você procura por tubos que atendam às normas ASTM e suas equivalências nacionais para garantir mais estabilidade, qualidade, durabilidade e segurança ao seu projeto, você pode contar com a Century Tubos.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento dos melhores tubos de aço carbono!

Empresa certificada com CRCC Petrobras
Empresa com certificado ONIP
Empresa com certificado NBR ISO 9001