Blog
Galvanização a fogo

Galvanização a fogo: como é feito o processo e para que ele serve?

A corrosão, aquele processo natural que faz com que um metal “enferruje” com o tempo, é um problema que causa prejuízos milionários, consumindo cerca de 20% da produção mundial de ferro. Por isso, as indústrias fabricantes de tubos costumam adotar alguns métodos de prevenção que impeçam, evitem ou retardem a corrosão por anos. Um desses métodos consiste na aplicação de revestimentos protetores aos metais, o que no caso da indústria de tubos, pode ocorrer através da galvanização.

O que é galvanização?

A galvanização é um procedimento utilizado para proteger peças metálicas da corrosão. Com a galvanização, o tubo é revestido por outro metal, geralmente o zinco, e por isso este processo também pode ser chamado de “zincagem” em algumas circunstâncias. A galvanização pode ser realizada principalmente de duas formas: a galvanização a fogo e a galvanização eletrolítica, e a escolha de cada um depende do tubo em si, do projeto e aplicabilidade futura deste tubo, dos custos, entre outras variantes.

O que é galvanização a fogo?

A galvanização a fogo é um processo de zincagem realizado para proteger o material de um tubo contra a corrosão. Recebe este nome por conta de seu processo químico, que envolve temperaturas acima de 400°C.

O processo de galvanização a fogo gera uma maior espessura do revestimento de zinco e tem maior aderência e resistência a abrasão, ou seja, confere mais proteção do que outros processos. Além disso, também gera um revestimento mais uniforme, proporcionando um melhor acabamento.

Como é feita a galvanização a fogo?

Na zincagem por imersão a quente, ou galvanização a fogo, a peça é pré-aquecida e limpa é submersa num banho de zinco entre 450°C e 480°C. Nesta submersão, o zinco adere ao metal de base, que no caso dos tubos, é o aço carbono. Esta aderência cria camadas intermetálicas com teores crescentes de zinco até a superfície, onde se obtém uma camada de zinco puro. Na sequência, é realizada uma passivação em outra imersão ou através da aplicação de um óleo. Dessa forma, a superfície revestida fica 100% protegida e pronta para receber acabamentos como pintura e afins.

Como é o processo de galvanização a fogo?

Ele também pode ser chamado de HDG (Hot-Dip Galvanizing), e ocorre em 8 etapas.
Primeiramente é feito um desengraxe, onde removem-se materiais orgânicos, óleos e graxas do tubo. Depois ocorre uma lavagem de resíduos e uma decapagem para eliminaróxidos e carepas restantes das etapas anteriores. Na sequência, a peça passa novamente por uma lavagem e uma fluxagem, para eliminar óxidos formados na decapagem. Posteriormente ocorre a secagem do tubo e , finalmente, sua imersão a quente em zinco. Para finalizar, a peça passa por um resfriamento e está pronta para receber o acabamento desejado.

Qual a norma técnica para galvanização a fogo?
De acordo com a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) a norma que incide sobre o processo de galvanização a fogo é a NBR 6323. Ela define os padrões sobre espessura e peso que o revestimento deve ter para que o tubo seja galvanizado corretamente.

Em suma, o revestimento deve ser sempre uniforme, com a espessura dependendo do aço a ser galvanizado e das aplicações.

Onde a galvanização a fogo é mais indicada?

Isso depende principalmente da aplicação de seus tubos. A galvanização a fogo gera uma camada mais espessa de proteção, portanto, é mais indicada para peças que ficarão expostas a condições climáticas ou de temperatura mais extremas. Seu custo pode ser mais elevado e, por isso, ela torna-se mais compensatória em projetos maiores. Além dessas características, seu acabamento, por ser aplicado em uma camada mais espessa, pode ser menos uniforme esteticamente.

Onde encontrar tubos galvanizados

Na Century Tubos, todos os tubos de aço carbono são galvanizados, para oferecer a melhor durabilidade e proteção aos nossos clientes. Entre em contato e obtenha hoje mesmo um orçamento dos melhores tubos de aço carbono galvanizados.

Empresa certificada com CRCC Petrobras
Empresa com certificado ONIP
Empresa com certificado NBR ISO 9001