Category Archives: Tubos de aço carbono

O que é a classe Schedule para definição de tubos? O que é Tubo Schedule

Tanto na construção civil como na indústria, o uso de diferentes materiais faz parte da rotina e determina o sucesso das atividades. A Century tubos possui mais de 1500 medidas diversas de tubos de aços, para as mais variadas aplicações, sendo os tubos de aço de condução de fluidos um dos seus produtos de destaque. Entre os tubos de aço para condução de fluidos nas normas NBR5590 e ASTM A53, existe uma classe especial para defini-los. Você sabe o que é um tubo Schedule?

A denominação Schedule serve para classificar as espessuras dos tubos de condução de fluidos. Na linha de produtos da Century Tubos, é possível encontrar tubos a partir do Schedule 10 até o Schedule 80!

Em síntese, o Schedule define, portanto, a espessura de parede do tubo de condução de acordo com as normas NBR 5590 e ASTM A53.

O que é a norma NBR 5590?

A Norma Brasileira – NBR 5590 para tubos de aço foi publicada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para regulamentar a produção e o fornecimento dos Tubos Schedule. Esses tubos são fabricados em aço carbono, com solda longitudinal, pretos ou galvanizados, tendo como objetivo a condução de fluidos não corrosivos sob pressão, temperatura e aplicações mecânicas específicas. Falamos mais sobre ela aqui.

Para que serve um tubo Schedule?

O tubo schedule é empregado na condução de fluidos líquidos ou gasosos que exijam condições específicas de temperatura, pressão ou características corrosivas. Para cada tipo de aplicação e projeto, deve-se seguir as normas técnicas de padronização do tubo, como a inserção de marcas d’água a cada 1 metro. Há muitos tubos normais vendidos no mercado como tubos de condução, sem conter estas marcações, o que pode representar risco à segurança na condução de fluídos.

Onde o tubo Schedule é utilizado?

Pode-se encontrar Tubos Schedule em diversas aplicações, como condução de vapores, instaladores de água, gás, ar comprimido, etc. São comuns em shopping centers, estacionamentos, aquecedores e hidrantes, justamente pelo fato de lidarem bem com temperaturas extremas e altas pressões. Também são empregados nas indústrias químicas, navais e petrolíferas, entre outras.

Quais as vantagens do tubo Schedule?

Além de serem resistentes e duráveis, uma das vantagens mais evidentes da utilização do tubo Schedule é que o material confere uma segurança superior, por sua capacidade de suportar altas pressões e temperaturas extremas, e sobretudo por estar dentro das normas vigentes de qualidade no setor. Dessa forma, qualquer tipo de fluido que passe por eles é mantido em condições ideais de temperatura e no estado necessário, seja líquido ou gasoso.

Agora que você já conhece a importância de um Tubo Schedule Certificado dentro da NBR 5590 e da ASTM A53 para seu projeto, que tal experimentar a qualidade e autoridade da Century no segmento? Entre em contato conosco e solicite um orçamento!

https://centurytubos.com.br/century-tubos/o-que-e-tubo-schedule/ Quais as principais diferenças entre o tubo de aço preto e o tubo de aço galvanizado? Tubos de aço carbono e galvanização

Os tubos de aço carbono, tanto estruturais como de condução, podem contar com acabamentos que lhe garantam uma proteção maior ao tempo. Este acabamento é conhecido como galvanização e é importante porque alguns materiais são usados em aplicações que sofrem níveis de estresse muito grandes com o tempo, como a corrosão.

O que é Galvanização?

É um acabamento que tem como objetivo a proteção dos tubos de aço carbono contra a corrosão. Esse processo é feito através do revestimento de zinco e recebe o nome de galvanização. A galvanização pode ser feita de duas formas principais: eletrolítica ou a fogo.

O que é galvanização eletrolítica?

Também chamada galvanização a frio ou zincagem eletrolítica, ela é geralmente usada nos tubos de laminação a frio, ou seja, com espessuras das chapas até 1,90mm. A galvanização eletrolítica ocorre através do uso da eletricidade. Primeiramente, converte-se a corrente de alternada para contínua, de modo a separar as partes positivas e negativas na corrente. Em seguida, as peças são colocadas na parte negativa e o metal que fornecerá íons para a reação química é colocado na parte positiva da corrente. Dessa forma, os cátions do aço se dispersam e convertem-se novamente em metal, sendo depositados na superfície da peça e dando-lhe uma camada extra de proteção.

A galvanização eletrolítica confere à peça um acabamento mais uniforme e brilhante por um custo menor, porém com uma proteção anticorrosão menos eficaz, visto que esta camada metálica extra tem uma espessura mais fina.

O que é galvanização a fogo?

Na galvanização a fogo, também chamada de galvanização por imersão, a peça adquire uma camada protetora anticorrosiva muito mais espessa e eficaz.

A galvanização a fogo é recomendada nos tubos de laminação a quente, ou seja, com espessuras da chapa acima de 2,00mm, o processo é feito em diversas etapas. Primeiramente, a peça deve ser preparada, lavada e decapada, removendo-se óleos e graxas através de uma solução de ácido clorídrico ou sulfúrico. Depois realiza-se o processo de fluxagem, que pode ser feito à seco ou a úmido, onde removem-se as impurezas remanescentes do metal a fim de melhorar a aplicabilidade do zinco fundido e evitar a oxidação. Na sequência, após a secagem da peça, realiza-se a imersão a quente, onde a peça é submersa em um banho de zinco líquido a cerca de 450°C. Por fim, é realizado o resfriamento da peça, preferencialmente com um banho de solução cromatizante, para retardar o surgimento da corrosão branca.

A galvanização a fogo confere aos tubos um acabamento mais rústico, porém com uma proteção anticorrosão muito mais eficaz, visto que esta camada pode proteger o tubo de aço por décadas sem requerer manutenção.

3 diferenças entre tubos de aço preto e galvanizados

1- Revestimento:
Como descrito acima, o acabamento deles é diferente. Ambos os tubos são produzidos em aço carbono, com laminação a quente ou laminação a frio, mas a diferença está na aplicação do zinco com a finalidade de proteção. Esse processo é a galvanização.

2- Resistência:
Outra diferença entre os tubos de aço preto e os galvanizados é que o tubo de aço laminado a quente ou laminado a frio tem um revestimento de óleo que oferece apenas uma proteção simples. Ao ar livre e em contato com a umidade, com o tempo ele acaba oxidando. Já o tubo de aço galvanizado não oxida e sua durabilidade é maior, prolongando a vida útil dos tubos.

3- Aplicações dos tubos galvanizados:
Os tubos galvanizados têm diversas aplicações, seja em estruturas tubulares, peças, equipamentos para indústria em geral ou para sistemas de tubos de condução de fluidos, irrigação, rede de incêndio entre outros. O tubo galvanizado eletrolítico, por ser menos resistente, geralmente é utilizado em ambientes que sofrem menos ação do tempo. Já a galvanização a fogo, por ser mais resistente, é utilizada em ambientes onde ocorre maior ação do tempo e nos tubos de condução de fluidos.

Existe um tipo de galvanização ideal?

Sim. A galvanização ideal depende do projeto e aplicação futura do seu tubo de aço. A eletrolítica confere uma proteção anticorrosiva inferior com um custo menor e é recomendada para tubos de aço que não estarão expostos de forma agressiva a intempéries e umidade de um modo geral. Já a galvanização a fogo possui uma proteção muito maior, melhorando a durabilidade dos tubos de aço e sendo ideal para peças que ficarão expostas ao tempo.

Aqui na Century Tubos, você encontra tubos das mais variadas dimensões e para os mais diversos fins, tanto galvanizados a fogo, como por galvanização eletrolítica.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento!

https://centurytubos.com.br/tubos-de-aco-carbono/tubos-de-aco-preto-e-galvanizados/